31
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 14:17link do post

 

 

          "Maldininha"

    (É filha de Serafim da Silva Moura - irmão de

José da Silva Moura, meu bisavô)

 

tags:

30
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 10:01link do post

 

... entre as recordações da tia Engrácia.

 

Anos30

tags: ,

29
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 10:52link do post

 

 

Da esq. para a dir.:

Ricardo Jorge Leão Cardoso de Barros - Primo

Paulo Queiróz - Amigo

(eu)

José Armando Oliveira Cardoso Pinto - Primo


27
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 23:52link do post

 

tags:

26
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 14:32link do post

 

          Desde Dezembro, antes do Natal que não faço nada. Piorei da minha doença, tive de ficar de cama durante um mês, numa inactividade completa. Levantei-me enfim, mas por alguns dias apenas, porque o frio me obrigou de novo a ficar na cama.
          Entretanto, pelo Adalberto, mandei comprar folhas soltas para escrever e para desenho. As folhas chegaram há dias. Eu estava a pé nessa altura… E logo me assaltou uma fúria imensa pelo desenho. Comecei, fiz alguma coisa mas tive de parar.
          Como eu desejaria nesta altura uma saúde de ferro só para poder desenhar à minha vontade, horas e horas sem descanso, até á exaustão! Em vez disso, porém, estou na cama e todo o meu labor se limita a desenhar no vácuo pelo pensamento que não pára, numa sucessão de imagens por vezes tão claras, tão nítidas, que é impossível que alguma coisa não fique em mim para dar fruto num futuro melhor.
          Oh! O que eu sonho de desenhos e de pinturas! E de que forma me ultrapasso e supero neste desenhar e pintar mental! É uma doidice deixar-me arrastar assim, consentir que de tal forma me empolgue a imagem aliada à ideia do que farei … Pois se eu sei que não sei nada! Se mais do que isso eu sei que não posso nada! Como suster, porém, a torrente que brota, que esguicha do meu cérebro livre de distracções por esta quietude de corpo em que estou?
          Em certos momentos, convicto da impossível altura a que pelo pensamento me guindei, fecho as comportas, ponho um tampão neste sonhar louco… Mas de que vale? Daí a nada tudo salta em estilhar; uma nova ideia entra a germinar, a roer… E não sou mais eu quem pensa: é alguém no ar, seguindo a ideia, que se dilata, cresce, atinge proporções descomunais, qual bola de neve rolando do cimo do monte. Entretanto, eu sei, bola de neve ou ideia terão fim idêntico: ou pelo caminho as despedaça um obstáculo imprevisto, ou acabarão seus dias no fundo do precipício onde as forças da natureza ou a realidade da vidaas levou…
          Sei isto e no entanto continuo a pensar coisas fantásticas, todo nas nuvens, feliz, de uma felicidade de criança grande, para quem o desmoronar de todo um sonho não é mal maior nem desgraça tão forte que lhe roube a faculdade de pensar, de fantasiar de novo, e sempre mais alto.

Freamunde, 12 de Fevereiro de 1960

 

João Fernando Correia de Moura (26/0871931 – 18/06/1964)
Autor Freamundense
Prefácio de: José Carlos de Vasconcelos
Edição - Câmara Municipal de Paços de Ferreira
Freamunde, Novembro de 2009

 


25
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 14:26link do post

 

tags:

24
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 16:48link do post

 

tags:

22
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 00:05link do post

 

tags:

20
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 23:34link do post

 

 

Tear de lançadeira, com braços, de John Kay (c. 1704 - 1780)

Pinto de Moura & Cª Lda chegou a ter ao serviço mais de 360 teares deste tipo.

Estas máquinas produziram, ali, até meados do ano 2000

 

tags:

18
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 00:02link do post

 

Maria Emília, Tia Brazelina, Sãonzinha e Timinha

 

 

 Maria Emília Cardoso de Moura, Tia Brazelina, Sãozinha "do Simão" e Timinha

tags: ,

17
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 00:00link do post

 

 
tags:

16
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 11:43link do post

 

 

tags:

15
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 15:56link do post

 

 

 

tags:

14
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 11:40link do post

 

 


11
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 18:44link do post

 

 

 

tags:

publicado por Ponte Vertical (alter), às 10:13link do post

 

 

 

tags:

08
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 11:44link do post

 

 

 


07
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 16:25link do post

 

 

 


04
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 15:43link do post

 

 

 

                  O rapa jogava-se a pinhões por alturas do Natal, geralmente ao serão, com uma braseira por perto e o cão aos pés.  

            O pequeno pião manufacturado na oficina do bisavô, terá sido obra de um dos tios mais novos, a explorar a habilidade das pequenas mãos nas pesadas máquinas movidas pelo veio comum que girava continuamente, de uma ponta à outra da oficina. Desse veio provido de polias de diferentes tamanhos, pendiam correias de couro em diferentes estados de desgaste; umas escuras e brilhantes a denunciar as tensões e os atritos suportados, outras ainda com o pelo e com a cor do animal. A polia maior estava na vertical do esmeril – um eixo apoiado em duas grandes chumaceiras com uma pedra de cada lado, uma fina e outra mais grossa. Sobre o torno, a grande e larga roda de quatro raios, presa ao veio por dois parafusos, um de cabeça quadrada e outro de cabeça sextavada, brilhava polida em toda a excepcional largura, que havia de dar para qualquer das três polias – logo três velocidades – que o torno tinha.

            Imagino todos esses movimentos transmitidos ao pequeno cilindro de latão, a deixar-se burilar, fortemente mordido pelas maxilas da enorme bucha, feita para agarrar desde a fina vareta ao grosso toro de metal.

Quando faço girar o pequeno pião revejo no movimento o acto que o criou, é como se estivesse a devolver a vida ao longo e velho veio primordial, que tudo movia, que tudo deu, impelido numa ponta, e disponível a todo o comprimento.

Não foi feito todo de uma vez, com toda a certeza. O bocadinho de metal foi sendo desgastado e acrescentado de cada uma das suas feições em muitos episódios, em tempos roubados à montagem de um pulverizador, à soldadura do corpo interno de um autoclave de esterilização, ao polimento de um passador…, entre os quais ficava a aguardar atenções juntamente com os finos bicos dos aspersores, irmãos nos cuidados requeridos.

Foi feito girar para aferir o equilíbrio e, para concluir, foram-lhe gravadas as letras R, T, D, P. Logo de seguida rodopiou, pela primeira vez inteiro e completo, até que se horizontalizou, imobilizou e disse:

 – Deixa!

Tenho ainda um outro pião que encontrei eu, muitos anos depois de ter sido torneado e fresado, displicentemente adormecido entre bicos de aspersor, num pequeno tabuleiro de madeira, tudo coberto por limalha fina, fuligem do forno de fundição arrefecido há décadas, e pó. Esse pião não rodopia. Dado o impulso próprio, capota desordenado imobilizando-se rapidamente sobre um dos lados que nem sei se é sempre o mesmo ou não. Ele não possui letras gravadas, nem chega a ser um pião – não rodopia – mas também não engana! Dizer que é um pião, é transliterar do passado longínquo a linguagem arranhada pela fuligem do coque, diluída no crepitar do fogo e estalidos de choque térmico, para a vontade de falar sobre o que incorporo do movimento daquele veio e do equilíbrio do meu rapa.

 

JMP

 

 

 

tags:

03
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 11:35link do post

 

tags:

02
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 16:33link do post

 

tags: ,

01
Out 12
publicado por Ponte Vertical (alter), às 11:34link do post

 

tags:

Outubro 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
12
13

19

21
23

28


arquivos
2018

2017

2016

2015

2014

2013

2012

2011

pesquisar neste blog
 
Aniversários
António Rogério Gomes Pereira ........ 19/03 (1936) ------------------------------ Carla Sofia Aires de Sousa Neto 07/06 (1973) ------------------------------ José Mª de Moura Gomes Pereira 16/11 (1964) ------------------------------ Manuel Antº Ferr. Bento de Carvalho 23/09 (1964) ------------------------------ Manuel António Moura Alves ....... Maria Emília Ferreira Aires ............ 13/02 (1951) -------------------------------- Mª Luísa de Moura Gomes Pereira 23/01 (1962) -------------------------------- Mª Teresa de Moura Gomes Pereira 06/03 (1961) -------------------------------- Mª Teresa M. Pereira Bento Carvalho 07/02 (1997) ------------------------------ Patrícia Isabel Aires de Sousa Neto 23/10 (1981) ------------------------------ Rogério Manuel Pereira Moura Alves 21/07 (1993) ------------------------------ Serafim Urbano Sousa Neto .......... 12/02 (1949) ----------------------------- Sérgio Miguel Sousa Neto Gomes 02/06 (1977) ------------------------------
Passagens
Abílio de Bessa Pereira de Castro . 08/05/1899 - 21/11/1993 »»»»»»» Aidina Pinto Graça ..................... 10/06/1911 - 13/02/2003 »»»»»»» Albano Pereira Gomes ................ 20/05/1910 - 25/02/19?? »»»»»»» Arnaldo Gomes Taipa ................. 04/06/1895 - 16/01/1984 »»»»»»» Alfredo Cardoso de Barros .......... 23/01/1932 - 29/05/2012 »»»»»»» António Alberto Matos e Barros ...... 07/04/1940 - 26/03/2005 »»»»»»» António Cardoso Barros ............... 25/02/1910 - 28/01/1978 »»»»»»» Antº Hernani Bessa Card. de Castro 24/07/1924 - 08/07/1944 »»»»»»» António Pinto de Moura ............... 07/11/1925 - 08/11/1986 »»»»»»» Bernardino Pinto de Moura ........... 25/02/1916 - 04/11/2000 »»»»»»» Blandina Pinto Gomes .................. .................................................... Engrácia da Assunção Dias - ........ Cardoso de Bessa ...................... 09/04/1899 - 03/04/1995 »»»»»»» Esmeraldina Pinto Gomes ............ 27/04/1896 - 22/01/1992 »»»»»»» Felisbina Pinto de Moura .............. 19/11/1917 - 11/11/1993 »»»»»»» Felisbina Pinto Ribeiro Gomes .... 31/05/1915 - 10/06/2002 »»»»»»» Fernando Herculano Pinto de Moura 24/10/1934 - 05/12/1995 »»»»»»» Guilherme Pinto Ribeiro Gomes .... 28/07/1872 - 15/09/1960 »»»»»»» Isaura Moreira Dias Cardoso ..... 16/08/1910 - 25/06/1997 »»»»»»» Jaime Barros Gomes .................. o4/02/1936 - 01/05/2012 »»»»»»» João Fernando Correia de Moura 26/08/1931 - 18/06/1964 »»»»»»» Joaquim Oliveira Taipa de Moura 11/09/1936 - 06/06/1986 »»»»»»» Jaime Moreira Dias Cardoso ...... 30/08/1907 - 16/05/1978 »»»»»»» José Fernando Teles de Menezes ................................................. José da Silva Moura .................. 13/09/1885 - 09/07/1964 »»»»»»» José Maria Pinto de Moura .......... 21/12/1912 - 07/09/2007 »»»»»»» José Ribeiro Nunes Graça ........... .................................................. Josefina Pereira Gomes ............... 01/03/1879 - 09/05/1964 »»»»»»» Júlia Augusta Torres Lima ............ 04/08/1936 - 02/05/2009 »»»»»»» Júlio Pinto de Moura .................... 15/10/1923 - 15/03/2003 »»»»»»» Leonilde Maria Machado Pereira .... 13/12/1925 - 23/06/2006 »»»»»»» Luís Paulo Leão Cardoso de Barros 30/03/1959 - 11/08/1983 »»»»»»» Maria Braselina Pinto de Moura ... 10/03/1928 - 19/04/2004 »»»»»»» Maria da Conceiç M. Dias Cardoso 11/04/1896 - 10/05/1984 »»»»»»» Maria Emília Cardoso de Moura ... 03/04/1938 - 19/02/2006 »»»»»»» Maria Emília da Silva Matos .......... 03/08/1911 - 18/01/1978 »»»»»»» Maria Idalina Pinto de Moura ......... ................................................... Maria Pinto Graça ..................... 16/12/1890 - 09/03/1981 »»»»»»»» Maria da Saudade Moura Menezes ................................................... Orlando Pinto de Moura ............... xx/xx/xxxx - 21/12/2010 »»»»»»» Raquel Sofia Ribeiro Gomes ......... 26/06/1873 - 23/05/1954 »»»»»»» Sérgio Augusto Moreira da Silva 26/01/1935 - 07/03/1983 »»»»»»» Valentim Pinto de Moura .............. 12/10/1930 - 08/11/1988 »»»»»»»
subscrever feeds
blogs SAPO